segunda-feira, 22 de julho de 2019

Como fazer um cartão de visita digital e interativo no LibreOffice Draw



Os cartões digitais são um tendência no mundo todo, e no Brasil não é diferente. Aliás, é uma forma bem interessante de mostrar seu serviço e se apresentar para o cliente. Só de saber que nenhuma árvore precisa ser derrubada para produzi-lo, já vale nossa adesão.

Porém as vantagens vão muito além da questão ecológica, já que o cartão digital traz vários outros benefícios. Pense bem nisso: não é necessário estar fisicamente junto com o cliente para passar o cartão pra ele; você simplesmente transmite o cartão à distância, seja pelo Whatsapp, email, há várias formas de fazer isso.

Mas certamente o detalhe que chama mais atenção é que o cartão pode ser interativo. Ele pode trazer áreas clicáveis que você mesmo configura. Você pode levar o cliente para o seu site pessoal, para o seu Instagram, para o Whatsapp e até para o Google Maps no endereço de sua loja ou serviço.

segunda-feira, 3 de junho de 2019

Espaçamento de textos: nos domínios do kerning e tracking



Hoje vou falar sobre espaçamento de textos. Quando falamos de um software de layout gráfico, a aparência e organização dos textos é tão primordial que as vezes isso implica em fazer até pequenos ajustes a nível de letras, ou mais especificamente o espaçamento entre elas.

No linguajar tipográfico, isso é chamado de kerning e tracking. No Scribus, a janela de propriedades oferece a ferramenta para ambos os ajustes e eles podem ser feitos por um único controle dentro das configurações avançadas da guia texto.

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Arrasando no recorte de cabelos usando o GIMP 2.10



Recortar cabelos numa foto é uma das tarefas mais desafiadoras que existe na área de edição. É um troço que atormenta a vida de qualquer um, seja profissional ou não. Porém, existe uma técnica extremamente eficiente, onde é possível obter resultados próximos da perfeição!

O Gimp oferece todos os recursos necessários para isso. Em 2012 este blog já havia publicado um artigo sobre este assunto e que pode ser lido AQUI.

Agora com as enormes melhorias que foram implementadas ao Gimp 2.10, refizemos o tutorial em vídeo e dessa vez usando técnicas ainda mais eficientes.


quarta-feira, 8 de maio de 2019

Agradecimento aos mil inscritos no Youtube


Gostaríamos de agradecer imensamente os primeiros mil inscritos do canal no Youtube do Blog Valeu Cara.

De fato mil inscritos é pouco, se comparado a muitos outros canais com centenas de milhares de inscritos. Mas considerando que o canal Valeu Cara é focado no software livre e isso abraça um nicho ainda não muito popular no Brasil, cada inscrito é uma grande satisfação.

Agradecemos cada comentário nos vídeos, cada curtida e cada mensagem de apoio.

Agradecemos imensamente mesmo! Vocês são incríveis! Nosso objetivo é construir uma comunidade forte e de grande apoio mútuo, totalmente saudável, onde todos possam compartilhar suas dúvidas, se ajudar, trocar dicas e ideias! Graças ao apoio de vocês, em breve teremos muitas novidades no canal.

E se você ainda não se inscreveu. inscreva-se lá:
https://www.youtube.com/user/blogvaleucara/about

Assine nossa newsletter!

Quer receber as novidades mais recentes do Blog Valeu Cara na sua caixa de entrada?
Informe seu e-mail e clique em Assinar.

Assine o feed RSS Siga o Blog Valeu Cara no Twitter Curta o Blog Valeu Cara no Facebook Canal do Blog Valeu Cara no YouTube





Participe deixando seu comentário, dúvida, sugestão, ideias, críticas, exemplos ou o que você quiser na parte de comentários desta postagem. Sua participação é extremamente importante para que este blog esteja sempre melhorando o seu conteúdo.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Entendendo os tipos de dados do LibreOffice Base



A despeito do título deste artigo, convém aqui de início esclarecer que o LibreOffice Base não é, em sua essência, o banco de dados; e por consequência os tipos de dados usados não pertencem a ele. Por definição o Base é uma ferramenta de acesso a um banco de dados ou usando o termo específico, trata-se de um Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) – do inglês Data Base Management System (DBMS). Mas para manter uma didática mais eficiente o possível, menciono o Base como se fosse uma espécie de "tudo em um". Dessa forma torna-se mais fácil a compreensão de todos.

Por padrão o LibreOffice Base usa incorporado o banco de dados HSQLDB (do inglês Hyper Structured Query Language Database). Trata-se de um servidor base de dados de código aberto, escrito totalmente na linguagem Java. Logo, o primeiro quesito para trabalhar com o LibreOffice Base é ter o Java instalado.

O HSQLDB não oferece uma robustez tão grande se comparado a outros bancos de dados como o Firebird ou o MySQL. Mas é uma solução simples e eficaz para pequenos bancos de dados. Na data de publicação este artigo (04/12/2018), está em fase experimental o uso do Firebird como banco de dados incorporado no Base, o que certamente será um gigantesco avanço. Hoje já é possível usar o Firebird, indo no menu Ferramentas > Opções > LibreOffice > Avançado e marcando a caixa de “Ativar funcionalidades experimentais”. Isso pode ser feito a partir de qualquer aplicativo da suíte do LibreOffice, Após fazer isso o Firebird estará disponível dentro das opções de banco de dados incorporado. Mas como informa o alerta da caixa de seleção, o acionamento desse recurso pode provocar instabilidade e isso é algo bem sério quando o assunto é um banco de dados. Dessa forma, é preferível aguardar e só passar a usar o Firebird depois que recurso deixar de ser experimental e estiver completamente implementado.

Bom, se tivermos algum outro banco de dados externo também podemos usar o Base para se conectar a ele e gerar consultas e relatórios.

Mas retornando ao HSQLDB, como qualquer sistema de banco de dados, ele possui um rico conjunto de tipos de dados para escolher ao construir seu banco de dados. Uma compreensão dos tipos e quando você pode usá-los, ajudará você a criar suas tabelas para seus projetos de banco de dados.

Então, dada as explicações acima e absorvendo a ideia de que o LibreOffice Base seja "tudo em um", vamos ver quais os tipos de dados disponíveis.


terça-feira, 27 de novembro de 2018

Ajustando kerning e tracking no Scribus


Olá, hoje vou falar sobre espaçamento de textos ou mais especificamente, sobre o espaçamento entre os caracteres de um texto. No linguajar tipográfico, isso é chamado de kerning e tracking. No Scribus 1.4.6, a janela de propriedades oferece a ferramenta tanto para o kerning quanto para o tracking e ambos podem ser feitos pelo controle assinalado abaixo,, localizado dentro das configurações avançadas da guia texto.



O kerning é o ajuste de espaço entre um par de caracteres específicos. Para ajustá-lo, no modo de edição do texto, basta inserir um ponto de inserção entre dois caracteres. Já o tracking refere-se ao ajuste de espaço entre um grupo de caracteres selecionados em um bloco de texto.


terça-feira, 20 de novembro de 2018

O que é a grelha de pauta e como configurá-la?



A grelha da pauta é um conjunto de linhas que servem para acomodar várias colunas de texto com distâncias de alinhamento horizontal absolutamente perfeitas e consistentes ao longo de toda uma publicação.

Uma característica dos softwares de diagramação é que os blocos de textos podem ser movidos livremente na página. Essa possibilidade de deslocamento é algo comum e na verdade, trata-se de um recurso necessário. O problema é que qualquer movimento de blocos dispostos em colunas pode ocasionar pequenos desníveis no padrão de altura das linhas de texto.